Saiba como morar nos Estados Unidos

COMPARTILHE

Os EUA estão entre os destinos mais procurados por estrangeiros que querem morar em outro país. E não é por menos, já que a terra do Tio Sam sempre atrai muitos sonhos devido à qualidade de vida. Nesse sentido, uma das principais dúvidas é: como morar nos Estados Unidos?

Bem, a verdade é que existem algumas formas de morar nos Estados Unidos. Por exemplo, tirar o Green Card – que possibilita uma moradia permanente. Ou fazer uma temporada de intercâmbio. E, também, trabalhar por um determinado período nos EUA.

Em paralelo, é possível conseguir cidadania estadunidense caso você tenha algum parente que nasceu por lá. Entretanto, para tirar a dupla nacionalidade, você precisa ter em mãos uma série de documentos. E, ainda, terá que cumprir vários requisitos para comprovar a descendência.

Como morar nos Estados Unidos em definitivo

Se você tem o sonho de morar na terra do Tio Sam, provavelmente já ouviu falar no famoso Green Card. No caso, é como um “passe livre”.

Aliás, o Green Card é o visto mais aguardado por quem sonha em morar nos Estados Unidos de modo permanente. Isso porque este “cartão” possibilita que você more no país com os mesmos direitos de um cidadão estadunidense. Por exemplo, com o acesso à educação e assim por diante.

Porém, é importante ter em mente que conseguir o Green Card não é algo tão fácil assim. Em alguns casos, isso pode levar anos, já que o processo é beemmmm burocrático.

Vale lembrar que o Green Card e a cidadania estadunidense são coisas diferentes, ok? Afinal, a segunda opção só é concedida nessas situações:

  • quando o cidadão nasce no país;
  • se ele for filho de um nativo;
  • ou no caso da naturalização.

E, para saber mais detalhes sobre o Green Card, entre em contato conosco! 😉

Como morar nos Estados Unidos por um período determinado

Por outro lado, muitas pessoas querem morar nos Estados Unidos apenas por um período específico. Seja para estudar inglês, fazer uma pós-graduação ou qualquer outro curso, há várias oportunidades.

Então, para residir nos EUA por um tempo determinado, é preciso conhecer um pouco mais sobre os tipos de vistos. A seguir, confira alguns deles!

Visto F-1

Você pode participar de diversos programas de intercâmbio. Por exemplo, o visto de estudante F-1 é solicitado por quem quer fazer um curso de inglês, uma graduação ou o famoso High School.

Para tirar esse visto, o primeiro passo é preciso ser admitido no curso que deseja fazer. Após isso, a instituição vai te entregar vários documentos que devem ser preenchidos, como o I-20, por exemplo.

Nos casos dos cursos de inglês, o programa deve ter a carga horária superior a 18 horas semanais. E isso independe da duração do curso em si.

Com este visto, também é possível trabalhar nos Estados Unidos. Para isso, o estudante deve ter em mãos o OPT (Optional Practical Training). Por sinal, essa é uma autorização concedida por algumas universidades. E isso permite que o estudante trabalhe temporariamente para obter experiência prática na sua área de estudo.

Vale lembrar que o OPT não é um visto de trabalho, mas sim uma permissão de trabalho nos Estados. Portanto, ele fica vinculado ao visto F-1.

E, além do F-1, existem outros tipos de vistos voltados para estudar nos EUA. No caso, citamos o F-1 porque é o mais comum entre eles.

Visto L-1

Quando se trata de trabalho, o visto L-1 é o mais utilizado. Esse documento serve para que a empresa possa transferir um funcionário para as suas unidades nos Estados Unidos. Em outras palavras, a companhia deve ter a matriz no país em que o funcionário trabalha e, também, uma filial nos EUA.

Entretanto, nem todos os colaboradores podem ser candidatos a esse tipo de visto. No caso, o funcionário precisa ocupar um cargo de gerência ou ainda ser executivo. Além disso, também é necessário ter desempenhado essa função na empresa por, pelo menos, 1 ano.

Por fim, o funcionário transferido para a unidade nos Estados Unidos deve exercer uma função similar àquela em que tem experiência. E, claro, ter um salário compatível.

Visto H1-B

Outro visto de trabalho conhecido é o H1-B. Este documento possui um processo muito mais trabalhoso e exigente se comparado ao L-1. Isso porque, para conseguir esse visto, é necessário ser especializado em uma função muito específica e tê-la exercido por vários anos.

O visto H1-B só é liberado para profissionais que têm bacharelado ou alguma formação acadêmica na área da função exercida. Para se enquadrar nos requisitos deste visto, é necessário comprovar que você possui qualidades únicas e, por conta disso, o processo acaba sendo mais complicado.

Este visto possui uma validade de 3 anos e pode ser renovado – uma única vez – por mais 3 anos. Entretanto, o H1-B possui uma grande desvantagem: a alta quantidade de candidatos. E por isso conseguir a aprovação desse documento pode levar vários anos, pois são escolhidos candidatos aletoriamente, como uma loteria eletrônica.

A solicitação de visto dessa categoria só entra em análise após ser sorteado nessa “loteria”, devido ao grande volume de pedidos. Caso o seu processo não seja escolhido, é possível tentar novamente após o prazo de 1 ano.

Outra desvantagem que esse visto apresenta é que ele não permite que o cônjuge do funcionário possa conseguir um emprego nos EUA. Assim, somente o colaborador da empresa poderá trabalhar lá, o que resulta em apenas uma fonte de renda familiar.

E então, você tem o sonho de morar nos Estados Unidos? Mudar de país é um processo trabalhoso, mas você pode contar com a consultoria especializada da Eagle para te ajudar!
Em caso de dúvidas, entre em contato conosco!
E-mail: arleth@eagleintercambio.com 
Whatsapp: +1 (650) 315-1607

COMPARTILHE

LEIA TAMBÉM!
TAGS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

EnglishPortuguêsEspañol

FAÇA UM ORÇAMENTO

Quer saber mais sobre Intercâmbio ou Vistos?
Preencha os dados abaixo e nossos consultores te ajudarão a ter a melhor experiência!