Mindfulness, saiba como utilizá-lo nos estudos

COMPARTILHE

Mindfulness – que pode ser traduzido como atenção plena ou consciência plena – é um estado mental em que temos controle sobre a nossa concentração quando estamos fazendo algo. Em outras palavras, seria estar 100% presente e prestando atenção no que está sendo vivenciado naquele momento.

Para se ter uma ideia a nossa mente passa 47% do tempo, segundo pesquisas da Universidade de Harvard, pensando em coisas que não estão acontecendo agora. Nos preocupamos muito com o que aconteceu no passado, o que pode acontecer no futuro ou imaginando coisas que estão fora do contexto atual. De qualquer forma, passar muito tempo pensando no passado e no futuro pode prejudicar a nossa produtividade e elevar os níveis de estresse no corpo.

Nesse sentido o mindfulness seria uma espécie de remédio para combater esse modo desatento e reativo da nossa mente – algo que podemos chamar de “piloto automático” ou “com a cabeça no mundo da Lua”, rs.

Relax GIF - Find & Share on GIPHY

Para que serve o mindfulness?

Você deve estar pensando: “E como posso usar isso ao meu favor?” Bem, o mindfulness pode ser aplicado em praticamente todas as situações já que através do awareness (um mecanismo base dessa prática) é possível se conhecer melhor através da auto-observação, e como reagir a situações que podem interferir na sua saúde. Partindo desse ponto, esse exercício de concentração total pode ser utilizado nos estudos, pois auxilia o estudante a se concentrar melhor e diminuir as chances de fatores que podem interferir em seu desempenho.

Confira abaixo o que essa prática pode oferecer:

Melhora a qualidade do sono

Você já teve dificuldades para dormir porque estava preocupado com uma prova no dia seguinte? Ou ainda passou horas dormindo, mas mesmo assim acordou cansado? O mindfulness pode te ajudar nisso. Segundo uma pesquisa realizada pela Universidade de Utah, aderir a essa prática ajuda a melhorar a qualidade do sono, pois isso fará com que a atividade cognitiva do cérebro seja menor na hora de dormir. Os estudos ainda sugerem que essa meditação pode ser uma solução eficaz no combate à insônia.

Diminuição do estresse

Quando chega a época de vestibulares ou de períodos finais de prova, o estudante fica com a cabeça a mil – o que é normal. Porém, a prática desse exercício de concentração pode ajudar a acalmar os nervos. E isso funciona da seguinte forma: diminui a atividade da região do nosso cérebro responsável por responder ao estresse, aumenta as atividades da área encarregada de ativar o pensamento consciente, permitindo assim manter esses padrões mesmo quando você não estiver meditando, o que ajuda a reduzir os níveis de estresse.

Aumenta a produtividade

A técnica mindfulness desenvolve a habilidade de prestar atenção no momento presente, e por isso a sua realização melhora a produtividade e o foco. Segundo um artigo publicado pela Associação de Psicologia Americana, pesquisas comprovam que adotar essa prática melhora a performance da memória quando se está estressado, e também diminui os pensamentos que tendem a causar distrações.

Outra pesquisa feita pela Universidade da Califórnia, aponta que os estudantes que aderiam a esse exercício, foram capazes de mostrar uma melhor compressão de texto e memória de trabalho, aumento na concentração e melhor performance na seção de raciocínio verbal no exame GRE (Graduate Record Examination).

Menor chance de desenvolver depressão, ansiedade e afins

O estresse é apenas uma porta de entrada para outros problemas muito maiores, como a depressão, ansiedade e a síndrome do pânico. A meditação mindfulness é capaz de amenizar os sintomas desses transtornos, pois aumenta as atividades cerebrais que permitem regular suas próprias emoções.

Além disso, através desse exercício também é possível diminuir a percepção da dor reduzindo os impulsos da área cerebral responsável por isso. Dessa maneira, tanto a resistência física quanto mental é desenvolvida.

Desenvolve o autoconhecimento

Lembra da auto-observação que o awareness proporciona? Então, ela é essencial para a percepção de nós mesmos de duas maneiras diferentes. A primeira delas é aceitar as nossas características pessoais, e a segunda é facilitar o conhecimento de pontos escondidos/desconhecidos da nossa personalidade. Isto é, você começará a se conhecer melhor, aceitar certas características e reconhecer suas qualidades, o que irá te auxiliar a tomar decisões melhores no futuro.

Como praticar o mindfulness?

Agora que você já conhece o conceito e os benefícios que essa prática pode trazer e ficou interessado em adotá-la ao seu cotidiano, existem duas opções: começar a praticar por conta própria seguindo os passos disponibilizados pelo Mente Aberta – Mindfulness Brasil, ou procurar por centros específicos para poder ter o acompanhamento de um instrutor.

E então já conhecia esse exercício de concentração total? Lembre-se que não é apenas fechar os olhos, respirar fundo e começar a meditar. Existe todo uma preparação para que a meditação seja positiva e relevante. Além do mais pode demorar alguns dias até que os primeiros resultados possam aparecer, então tenha paciência!  

E a Eagle vai entrando em 2021 assim, ajudando os alunos a relaxar e aprender melhor 😀

Eagle Intercâmbio

COMPARTILHE

LEIA TAMBÉM!
TAGS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

EnglishPortuguêsEspañol

FAÇA UM ORÇAMENTO

Quer saber mais sobre Intercâmbio ou Vistos?
Preencha os dados abaixo e nossos consultores te ajudarão a ter a melhor experiência!